1- Qual a influência do Ar Condicionado frente à atual pandemia de Coronavírus?

Existem várias formas de contaminação por vírus, e uma delas é através do ar, por meio de partículas sólidas e gotículas suspensas. Assim, a opinião da maioria dos profissionais especializados é que, se os equipamentos estiverem em boas condições de manutenção, com boa limpeza, filtros limpos e adequados, e a renovação do ar estiver sendo realizada conforme exigências legais e normativas, então o sistema de climatização poderá auxiliar a combater o surto de Coronavírus e outras moléstias transmissíveis pelo ar, justamente removendo partículas em suspensão.

 

2- Quais as principais medidas devem ser tomadas para a limpeza e uso do ar condicionado durante a pandemia?

Preliminarmente, podemos dizer que o cumprimento rigoroso de todas as atividades do PMOC será fundamental para manter os ambientes climatizados dentro de seus padrões exigidos pelas Autoridades Sanitárias.

Em especial, as principais medidas são diretamente relacionadas com a limpeza e asseio de todos os componentes dos sistemas de climatização.

Uma revisão geral, com lavagem dos componentes pode ser muito apropriada, a fim de remover sujidades e assegurar a higienização adequada. Os componentes são:

– Serpentinas;

– Bandejas de condensação, incluindo sistema de drenagem;

– Ventiladores;

– Gabinetes;

– Salas de máquinas;

– Substituição dos filtros de ar;

 

Adicionalmente:

– Aplicação de produtos químicos adequados, para a devida sanitização de serpentinas e bandejas;

– Avaliação do estado de limpeza e conservação de dutos e tomadas de ar externo, realizando a limpeza se necessária;

 

3- Quais os princípios básicos para garantia da qualidade do ar interno em ambientes climatizados artificialmente dentro dos parâmetros determinados pelos órgãos competentes?

Quatro itens são determinantes para que se garanta a qualidade do ar a ser respirado:

Vale ressaltar que o Ar Condicionado não tem a função de VACINA, tampouco de REMÉDIO, portanto, os sistemas de climatização não são a solução final para eliminar contaminações de quaisquer moléstias.

Mas observando-se as condições abaixo, pode-se diminuir as chances de contaminação, apesar de não existirem estudos ou evidências científicas de sua eficácia.

 

Renovação do Ar – ação que garante a ventilação de ar exterior para os ambientes internos, com a devida filtragem que visa diluir a concentração de poluentes nos ambientes internos, desta forma não permitindo excesso de concentração de impurezas, fator que pode provocar agravos à saúde dos ocupantes;

 

Filtragem – ação que tem por objetivo reter partículas e micro gotículas, que podem carregar poluentes ou microrganismos como o COVID-19;

 

Controle de temperatura e umidade – fatores de necessidade física que contribuem com a saúde das pessoas, assim como, também podem inibir a proliferação de determinados organismos como o COVID 19;

 

Monitoramento da qualidade do ar –   manter o nível de CO2 (dióxido de carbono) dentro dos índices determinados para ambientes é uma das formas de garantia da qualidade do ar respirados em ambientes.

 

4- Quais Leis, resoluções e decretos podem ser relacionadas a inibição da proliferação do coronavírus?

  • Lei 13.589 – PMOC
  • Portaria 3523/98
  • RE-09/2003 – ANVISA
  • Norma ABNT 16401

 

5- Qual a recomendação de uso desses aparelhos durante o período da pandemia?

Recomenda-se usar o equipamento desde que assegurada a correta renovação de ar dos ambientes climatizados, no mínimo conforme previsto na Resolução RE-09 da ANVISA.

É importante a avaliação da qualidade do ar, por laboratório independente, como forma de permitir o controle e tomada de decisões do Responsável Técnico, para garantir a boa qualidade do ar aos ocupantes dos ambientes, bem como dar segurança jurídica ao Proprietário ou Locatário do imóvel, bem como seus prepostos.

 

 6-  Manter janelas abertas ou desligar o ar-condicionado, ajuda no combate ao surto?

Ao mesmo tempo em que pode haver maior renovação de ar próxima às janelas abertas, esta prática irá permitir que outros poluentes também entrem nestes ambientes, sobrecarregando os filtros e outros componentes do sistema de climatização caso estejam ligados. Para ambientes maiores, as áreas mais afastadas das janelas não terão a mesma renovação.

 

 7- O aparelho de ar-condicionado sem manutenção pode ser um criadouro de vírus?

Uma das formas de transmissão do SARS-Cov-2, é pelo ar. Dentro desta perspectiva, notamos a importância de manter os ambientes perfeitamente higienizados, com as demais medidas exigidas pelas Autoridades Sanitárias. Manter o sistema de ar condicionado com sua máxima renovação de ar irá diluir os poluentes, desta forma atuando como prevenção para diversas moléstias, inclusive as virais. Filtros sempre limpos e em bom estado, ajudam a reter partículas em suspensão, desta forma auxiliando a remover contaminantes. Entretanto, o sistema de climatização não pode ser encarado como medida profilática, apesar de não existir até o momento, estudos científicos que comprovem seu papel em cenário de pandemia viral.

 

8- Quais os tipos de manutenção/higienização previstos para aparelhos de ares-condicionados residenciais ou comercial leve como os mini-splits?

São 2 tipos:

  1. A manutenção simples, para casas e apartamentos, que consiste na lavagem do filtro, de forma simples, sendo possível ser retirado do equipamento e lavado com água e sabão, dentro da periodicidade indicada no Manual do Fabricante. Recomenda-se o uso de luvas, óculos protetores e demais EPIs para cuidado no contato com filtros e demais componentes, que podem conter fungos ou outros micro organismos.

 

  1. Para a manutenção e limpeza de equipamento instalado em edificações de uso público e coletivo, existem determinações legais quanto à periodicidade de limpeza prevista em Lei (Resolução RE-09) e que deve ser realizada somente por profissional habilitado. Estas atividades visam manter os sistemas em boas condições de limpeza, otimizando o uso de energia, além de evitar disseminação de poluentes nos ambientes climatizados, contribuindo desta forma, para a melhor qualidade do ar interior e privilegiando a saúde e bem estar da população.

 

9- Em tempos de coronavírus, no dia a dia dos escritórios alguma mudança do hábito de uso do ar condicionado deve ser alterada?

Nossa primeira e principal recomendação, é sempre seguir as orientações e determinações das Autoridades Sanitárias.

A observação rigorosa das atividades previstas no PMOC – Plano de Manutenção, Operação e Controle, irá também contribuir de forma decisiva para a boa qualidade do ar de interiores, e assim também contribuir para diminuir as chances de disseminação de contaminação por micro organismos.

 

10- Quais os perigos na contratação de empresas não qualificadas para a realização da manutenção de sistemas artificiais de climatização?

Ao se contratar profissionais não habilitados ou capacitados, corre-se o risco de receber serviços que não estejam de acordo com as normas técnicas, e pior, não ter a quem recorrer.

Devemos ter a segurança de contratar empresas e profissionais que ofereçam garantias legais, a fim de que também se obtenha o devido amparo legal pela exigência do PMOC frente aos órgãos da Vigilância Sanitária.

 

11- Qual a rotina adequada para um ambiente que conta com o uso do sistema de climatização artificial?

As atividades previstas para manutenção de sistemas de climatização têm por base a norma ABNT NBR 13.971, com suas periodicidades definidas pelo Responsável Técnico Habilitado, a menos de alguns componentes que já tem suas periodicidades definidas na Resolução RE-09 da ANVISA.

 

12 – Algum cuidado especial para o ambiente que teve a circulação de uma pessoa infectada com o COVID 19?

Para os ambientes que possam ter suspeita de contaminação, devem-se seguir as orientações das Autoridades Sanitárias.

A completa higienização do ambiente e equipamentos é altamente recomendável, além de desinfecção com produtos químicos adequados.

 

13- A falta de manutenção em geral pode contribuir com a proliferação do vírus?

Sem dúvida, a falta de manutenção em sistemas de climatização pode oferecer riscos à saúde das pessoas, não somente pelo COVID 19, mas também por contaminações de outros agentes, tais como fungos e bactérias, além de excesso de pós e descontrole dos sistemas. A boa manutenção assegura que os sistemas de climatização operem de forma harmoniosa, produzindo ambientes confortáveis e proporcionando a preservação da saúde e bem estar das pessoas.

 

14- O que o PMOC leva em consideração no cuidado da saúde das pessoas?

O PMOC tem o foco total na SAÚDE E BEM ESTAR das pessoas e usuários de ambientes climatizados.

A adequada observação em todas as suas fases, proporciona ambientes equilibrados para as diversas condições, tais como temperaturas amenas, com umidade controlada, livre de pós e contaminações por microrganismos indesejados. As atividades do PMOC devem ser executadas somente por profissionais devidamente habilitados e capacitados, de forma a garantir sua eficácia.

 

atualizado 10 de maio 2020