VP da ABRAVA é jurado no 1° Prêmio BIM da Administração Pública

Notícias

Mais de 150 pessoas participaram da cerimônia para entrega dos troféus aos seis vencedores da 1ª edição do Prêmio BIM da Administração Pública. A ABRAVA – Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento foi representada pelo Eng° Ricardo Gibrail. O evento realizado pela Frente Parlamentar do BIM da Câmara dos Deputados  no dia 07 de novembro, contou com a presença de autoridades do Poder Executivo, parlamentares e autoridades do Exército Brasileiro.

Para o eng. Ricardo Gibrail, vice-presidente de relações associativas e institucionais da ABRAVA, “o recebimento do convite para participar como jurado do Concurso BIM vem mostrar que a ABRAVA está atenta às novas tecnologias, e também alinhada com as novas políticas governamentais para à implementação definitiva do BIM na contratação de serviços de engenharia no Governo Federal”.

Na cerimônia foram apresentadas as principais iniciativas de implementação e difusão do BIM no Brasil como resultado do trabalho realizado em conjunto pela Frente  Parlamentar do BIM, pelo Ministério da Indústria e Comercio (MDIC), pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Na avaliação do coordenador da Frente Parlamentar, deputado Julio Lopes (PP-RJ), o BIM (Building Information Modeling), que pode ser entendido como a modelagem da informação da construção, “melhora a gestão, a qualidade das obras, e ainda contribui para o aumento da transparência nas compras públicas no país”.

O Exército Brasileiro e a Petrobras foram homenageados durante a cerimônia por terem sido pioneiros e inovadores na implantação e difusão do BIM no Brasil, servindo de inspiração aos demais órgãos da administração pública.

O Exército, por meio da Diretoria de Obras Militares, desenvolve desde de 2007, o sistema OPUS que realiza  a gestão de obras em mais de 650 organizações militares espalhadas por todo território nacional. De acordo com diretor de Obras Militares, General de Divisão Marcelo Eschiletti Caldas Rodrigues, esse sistema proporciona maior transparência no uso de recursos públicos, agiliza a aprovação de projetos e garante uma fiscalização de obras mais eficiente.

Já a Petrobras foi o primeiro órgão a lançar uma licitação pública que exigiu BIM no projeto de sua sede em Santos/SP, em 2011. O projeto previa uma área de 75.000 m² para atender a 6900 funcionários.

“O projeto em BIM facilitou a identificação de problemas que ocorreriam na obra. Possibilitou a integração de 35 disciplinas de engenharia. E, por fim, o projeto proporcionou uma redução de 14% no custo estimado da sua construção, afirmou o representante da Petrobras, Alessandro do Carmo Silva , ao receber a homenagem.

O  Prêmio BIM  foi dividido na Categoria contratante, que possui a subcategoria infraestrutra e a subcategoria edificações; a Categoria educacional, que  possui a subcategoria técnico e a subcategoria universitário e a categoria projetista: que possui a subcategoria infraestrutura e a subcategoria edificações.

Vencedores:

Categoria Contratante de edificações –  Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina

Categoria Contratante de Infraestrutura – Metrô/SP.

 

Categoria Educacional Técnico – Escola SENAI “Orlando Laviero Ferraiuolo”;

Categoria Educacional Universitário – Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia.

Categoria Projetista de Edificações – MD Brasil Arquitetos

Categoria Projetista de Infraestrutura – 2º Batalhão Ferroviário (Exército Brasileiro)

 

Assessoria do Prêmio