ABRAVA marca presença em reunião da Confederação Nacional da Indústria CNI

Sem categoria

Escola SENAI – transformações tecnológicas para melhorar o país

O Comitê Nacional de Climatização e Refrigeração, formado por onze entidades* (ABRAVA, ANPRAC, ASBRAV, Rede Sindiar, SINDRATAR-BA/PE/RJ/RS/SP e SIMMMEF) participou de reunião-almoço, com Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), nesta sexta-feira, dia 3 de agosto.

Em seu discurso o presidente da CNI focou a qualificação profissional dos trabalhadores. Ele disse que já passaram pelo Senai, mais de 70 milhões de pessoas. Hoje, são mais de 4 milhões de estudantes, no Brasil. Além de 15 escolas no exterior, em países de baixo desenvolvimento. “Temos o reconhecimento da ONU, acreditando o SENAI como a instituição de ensino mais reconhecida na América Latina”.

Braga disse que a grande preocupação, nos dias atuais, é a empregabilidade, com o surgimento das novas tecnologias. Existem várias transformações tecnológicas, que serão disruptivas nos próximos anos. “Num primeiro momento, pode-se achar que haverá a geração de desemprego. Mas, na verdade, haverá uma melhoria na qualificação profissional. O trabalhador terá mais tempo, por exemplo, para ficar com sua família.

O SENAI tem 25 institutos de tecnologia, espalhados pelo Brasil, além de parcerias, com entidades importantes no mundo, como o Instituto de Tecnologia de Massachusetts ( MIT).

Estes institutos são responsáveis por 70% de recursos de tecnologia, gerados no Brasil. “Esta rede de institutos está sendo criada, de maneira que todos no país, possam se comunicar. Por exemplo, o robô, que vai trabalhar em águas profundas, na exploração de petróleo, está sendo feito na Bahia, e o desenvolvimento do primeiro satélite totalmente brasileiro, para trabalhar em tecnologia, em Santa Catarina”, comentou.

Arnaldo Basile, presidente do Comitê e  da ABRAVA, comentou que “o setor de Climatização e Refrigeração está na vanguarda dos acontecimentos. Temos uma Escola Senai, dedicada a cursos técnicos e pós graduação. No nosso segmento, mantemos foco especial nas questões acadêmicas, que são a sustentação da evolução profissinal e das boas práticas de mercado, com vistas no que está acontecendo de mais atual no Brasil e no Mundo”

Carlos Trombini, presidente do Sindratar-SP, informou que o objetivo do encontro foi homenagear a indústria brasileira, “que está evoluindo tecnologicamente, com muita velocidade. Um dos pontos importantes, para atingirmos o estado da arte, em tecnologia, é a educação à distância”.

Áureo Salles, conselheiro do Sindratar-RJ, achou muito importante, pois a palestra tratou sobre indústria 4.0. “A evolução do mundo cria novos desafios e grandes oportunidades, para melhorar a área do ensino tecnológico”

Sobre o SENAI –  (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) –  O Senai tem o propósito de formar profissionais e prover soluções tecnológicas para tornar a indústria competitiva e inovadora. Desde 1990 a escola Oscar Rodrigues Alves, no Ipiranga, em São Paulo, especializou-se na área de Refrigeração e Ar Condicionado. Para tanto, a escola buscou a parceria com a ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento), o Sindratar (Sindicato da Indústria de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado de São Paulo), o IBF (Instituto Brasileiro do Frio) e a ABINEE (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica).

*Abrava (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento) ASBRAV (Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação);  ANPRAC (Associação Nacional dos Profissionais de Refrigeração e Ar Condicionado); Rede Sindiar (Rede de Negócios – Segmento de Refrigeração e Ar Condicionado do Ceará); SIMMMEF (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Florianópolis).